Tema:

11 coisas surpreendentes que podem fazer ganhar peso


Partilhar
11 coisas surpreendentes que podem fazer ganhar peso
Comer muito e não fazer exercício podem ser as principais causas da obesidade, mas não são as únicas coisas que promovem o aumento de peso. 

Estudos têm mostrado que as coisas mais inesperadas podem ajudar a acumular alguns quilos. Conheça 11 coisas surpreendentes que podem estar a fazê-lo ganhar peso.

11. Apanhar uma estirpe do vírus da gripe 

As crianças expostas a uma estirpe particular de vírus da gripe comum chamada adenovírus 36 são mais propensos a ser obesos do que os não expostos, de acordo com conclusões na revista Pediatrics, em setembro.

10. Ligar o ar condicionado

Ao viver em temperaturas constantemente confortáveis​​, o corpo não tem que trabalhar para manter-se frio ou quente, aumentado assim o volume de gordura, de acordo com um artigo de 2006 no International Journal of Obesity.

9. Ter uma mãe que trabalha 

Crianças com uma mãe que trabalha são mais propensas a ser obesas, de acordo com um estudo publicado em maio no American Journal of Epidemiology.

8. Não dormir o suficiente 

As pessoas que não dormem o suficiente aumentam o risco de serem obesas, de acordo com um estudo de 2007 na revista Archives of Disease in Childhood. Uma série de alterações hormonais como a intolerância à glicose, um precursor da diabetes ocorre quando o corpo não descansar o suficiente. 

A restrição do sono pode estimular a fome, e o cansaço que se segue pode diminuir a atividade física, levando a promover o ganho de peso, de acordo com um estudo de 2009 na revista Critical Reviews in Food Science and Nutrition.

7. Retirar as amígdalas 

Pesquisadores da Universidade de St. Louis, descobriram que as crianças que retiram as amígdalas ganham mais peso do que as crianças que não passam pela operação. Os pesquisadores, que analisaram nove estudos publicados entre 1970 e 2009, constataram que o aumento de peso pode ser visto até sete anos após a operação. Se a operação alivia outros problemas de saúde trazidos pela amigdalite, pode aumentar o apetite de uma criança, disseram os pesquisadores.

6. Manter a luz acesa durante a noite 

Manter uma luz acesa à noite pode adicionar alguns centímetros à sua cintura, de acordo com um estudo publicado em outubro na revista Proceedings of National Academy of Sciences. Ratos expostos à luz fraca durante a noite ganharam 50% mais peso ao longo de um período de oito semanas do que os ratos que passaram noites na escuridão total.

5. Ter uma mãe mais velha 

Mães mais velhas são mais propensas a ter filhos obesos, de acordo com vários estudos. Um estudo de 2007 na revista Archives of Disease in Childhood descobriu que as crianças nascidas de mulheres com idades superiores a 30 anos tinham entre 2,6 e 2,8% mais gordura corporal do que as crianças nascidas de mulheres com menos de 25. 

E um estudo de 1997 no Journal of American Medical Association descobriu que a obesidade era maior entre meninas de 9 e 10 anos de idade, cujas mães deram à luz depois dos 35 anos de idade, em comparação com as meninas cujas mães deram à luz quando eram mais novas.

4. Estar exposto a contaminantes ambientais 

A poluição pode ter um impacto sobre o metabolismo do seu corpo, de acordo com estudos publicados na revista Critical Reviews in Food Science and Nutrition e no International Journal of Obesity. 

Desreguladores endócrinos químicos - como o bisfenol A, que é encontrada no plástico, e difenil polibromados, que é um retardador de chama - foram encontrados em seres humanos e estão associados com a obesidade, ao interferir com a sinalização hormonal. 

Pesticidas que afetam a síntese de hormonas e o metabolismo também podem chegar os seres humanos, indo para a cadeia alimentar.

3. Os seus genes 

Os cientistas identificaram 18 novos marcadores genéticos que podem desempenhar um papel na obesidade, e 13 novos marcadores que podem determinar se a gordura se acumula ao redor da cintura ou dos quadris, de acordo com dois estudos publicados na revista Nature Genetics. 

Muitos desses marcadores estão em genes não previamente ligados à obesidade, e aprender sobre o que esses genes fazem, pode ajudar os cientistas a encontrar causas da obesidade em pessoas diferentes, disseram os pesquisadores.

2. Ter uma mãe que comeu uma dieta rica em gordura durante a gravidez 

Pesquisadores da Universidade de Cincinnati e do Medical College of Georgia descobriram que ratos alimentados com uma dieta rica em gordura tinham mais chances de ter bebés maiores do que aqueles alimentados com uma dieta normal, de acordo com um estudo de 2009 no FASEB Journal. 

Os bebés do rato eram grandes porque a gordura consumida pela mãe fazia com que a placenta fornecesse muitos nutrientes ao feto, sugere o estudo. Os pesquisadores disseram que os resultados poderiam aplicar-se aos seres humanos.

1. Os medicamentos 

Algumas medicações tomadas para controlar ou prevenir a depressão, diabetes, hipertensão e gravidez indesejada podem causar aumento de peso. Hipertensivos chamados beta-bloqueadores têm sido associados ao ganho de peso, assim como os tratamentos para a diabetes do Tipo 2. [Livescience]

0 comentários:

Enviar um comentário

Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Últimos