Tema: ,

Quais os efeitos do café na saúde?


Partilhar
Quais os efeitos do café na saúde?
O café tem efeitos positivos e negativos no corpo e na mente, mas os benefícios parecem ser superiores aos perigos do seu uso na maioria das pessoas.

Relativamente aos efeitos positivos, a pesquisa mostrou de forma consistente que o café pode reduzir o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Numa revisão de 28 estudos publicada na revista científica Diabetes Care, os pesquisadores descobriram que beber seis copos de café por dia, seja com cafeína ou descafeinado, pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 em mais de 30%.

De igual forma, outros estudos sugerem também que pequenas quantidades de café podem proteger contra vários tipos de cancro, incluindo cancro da pele (carcinoma das células basais), cancro do fígado, cancro da próstata agressivo e cancro da mama.

Adicionalmente, o café parece ajudar a prevenir ataques cardíacos e depressão nas mulheres, assim como prevenir o declínio cognitivo associado com as doenças de Alzheimer e Parkinson. No mesmo sentido, verificou-se também que o café parece diminuir a dor associada ao exercício.

Por outro lado, café não filtrado - como o café Turco - pode aumentar o seu nível de "mau" colesterol. E mulheres que bebem mais do que cinco copos de café por dia podem ter mais dificuldades a engravidar quando expostas à fertilização in vitro.

A cafeína no café pode também ter diversos efeitos negativos, tais como insónia temporária, nervosismo, cansaço, irritabilidade, problemas de estômago, aumento do batimento cardíaco e tremores musculares.

No mesmo sentido, um estudo de 2006 publicado no Journal of the American Medical Association descobriu que para pessoas que metabolizam lentamente a cafeína, beber café pode aumentar o risco de ataques cardíacos não fatais. 

Por fim, se você parar de consumir cafeína, você poderá experienciar sintomas de abstinência significativos e que podem afetar a sua vida, incluindo dores de cabeça, fadiga, irritabilidade, humor deprimido e dificuldades de concentração. [Livescience]

0 comentários:

Enviar um comentário

Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Últimos