Tema: ,

Bebidas light são seguras para consumo, diz especialista


Partilhar
Bebidas light são seguras para consumo, diz especialista
As bebidas adoçadas artificialmente conhecidas no mercado como light ou zero ainda são vistas com desconfiança por algumas pessoas.

No entanto, para a engenheira de alimentos Maria Cecilia de Figueiredo Toledo, professora da Unicamp, todos os adoçantes aprovados para uso em alimentos são seguros.

"Não há registro na literatura científica de danos à saúde causados pelo uso desses adoçantes como parte de uma dieta equilibrada", afirma Toledo.

"Pelo contrário, quando substituem o açúcar, esses aditivos trazem benefícios não só para diabéticos, mas também para aqueles que visam perder peso ou reduzir a ingestão calórica", comenta a pesquisadora especialista em adoçantes.

O motivo para tanta desconfiança, são as informações equivocadas que circulam na Internet associando esses ingredientes a problemas de saúde. A principal diferença entre o refrigerante zero e o normal, é que a versão regular contém açúcar e a versão zero tem adoçante.

Isso faz com que ela não tenha tantas calorias. "Em geral, a única fonte de calorias do refrigerante é o açúcar. Na versão zero, ao excluí-lo, a bebida deixa de fornecer calorias para a dieta", explica Maria Cecilia.

A engenheira da Unicamp explica ainda que todos os adoçantes usados em alimentos e bebidas no Brasil foram aprovados por comitês científicos de especialistas, que estabeleceram valores de Ingestão Diária Aceitável (IDA) para cada um deles.

A IDA, expressa em mg/kg de peso corpóreo, representa a quantidade máxima do aditivo que pode ser ingerida diariamente sem danos à saúde humana. "Em geral, é muito difícil ultrapassar esse limite, já que seria necessário o consumo de muitos litros da bebida", afirma.

A especialista cita os adoçantes mais utilizados em bebidas: sacarina, aspartame, ciclamato, acessulfame-K, sucralose. A indústria utiliza vários adoçantes, e não apenas um, para desenvolver o sabor do produto. Tal prática é positiva, diminuindo o consumo individual de cada substância.

Algumas bebidas zero podem apresentar uma quantidade de sódio maior do que a versão regular, em função do uso de adoçantes que contêm sódio, como é o caso da sacarina de sódio e do ciclamato de sódio.

No entanto, ainda assim a quantidade de sódio é muito mais baixa quando comparada à de outros alimentos e, por isso, essas bebidas são consideradas produtos com baixa concentração de sódio, esclarece a pesquisadora. [info]

0 comentários:

Enviar um comentário

Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Últimos