Tema: ,

Crianças e Cafeína: Quanto é Demais?


Partilhar
Crianças e Cafeína: Quanto é Demais?

Um Redbull depois da escola, uma lata de Coca-Cola ao jantar e uma barra de chocolate como sobremesa - quanta cafeína é demais para as crianças?


O ideal é que as crianças menores de 12 anos não devam sequer consumir cafeína. Sabemos agora que ela não prejudica o crescimento das crianças, mas continua a ser uma droga.

Assim, é importante que os pais estejam atentos sobre o que seus filhos estão bebendo. No entanto, isso pode ser mais fácil dizer do que fazer.


Embora a pesquisa mostre que o consumo de sódio, caiu entre as crianças nos últimos anos, o café e as bebidas energéticas à base de cafeína são cada vez mais populares.

As bebidas energéticas, que muitas vezes têm um gosto doce e são atraentes para as crianças, são uma preocupação especial: A Academia Americana de Pediatria emitiu um alerta afirmando que as crianças e adolescentes não devem consumi-los. A razão? A cafeína é um estimulante poderoso.


Como a cafeína afeta o corpo de uma criança


Nos últimos anos, os médicos das urgências têm visto mais casos de overdose de cafeína - que, em casos raros, pode levar à morte. Particularmente perigosas são as pílulas de cafeína, os suplementos de treino com cafeína, e o pó de cafeína pura, que pode ser adicionado à comida e bebida.

Quando você está consumindo cafeína no café quente, normalmente você saboreia ao longo de algum tempo. Um comprimido ou pó de cafeína é essencialmente um choque no sistema nervoso central. Outra preocupação é a recente moda de adolescentes que combinam bebidas energéticas com álcool.


A cafeína diminui a sensação de embriaguez e que pode levar a comportamentos de risco e a uma pior tomada de decisão. Efeitos colaterais comuns de cafeína incluem agitação, nervosismo, dor de estômago, aumento da pressão arterial e freqüência cardíaca, e problemas para dormir e se concentrar. A cafeína também pode interferir com alguns medicamentos.

Os sintomas mais graves associados à overdose de cafeína incluem distúrbios gastrointestinais, agitação extrema, rosto corado, micção freqüente, fluxo desmedido do pensamento, elevada freqüência cardíaca e arritmia cardíaca. Uma overdose pode até mesmo levar a situações clínicas graves, como convulsões e parada cardíaca. Felizmente, esses casos são raros.

As crianças que vemos nas urgências devido a overdose de cafeína geralmente têm um problema existente. Se você já tem ansiedade, sofre do coração ou tem uma doença do sistema nervoso, os altos níveis de cafeína podem certamente intensificar os seus sintomas.

Então, qual é o melhor plano de ação para os pais? Mantenha as linhas de comunicação abertas - fale sobre os riscos da cafeína da mesma forma que você fala sobre os perigos do tabagismo. Com crianças mais velhas, você tem que ser realista - eles provavelmente consomem cafeína - mas supervisione.

Veja o que você tem em casa. Mesmo chá gelado engarrafado e alguns medicamentos simples têm uma boa dose de cafeína. É certo que, adultos e crianças têm diferentes níveis de sensibilidade à cafeína, que pode permanecer no corpo por quatro a seis horas.

Saiba que o peso, os medicamentos e a saúde em geral podem desempenhar um papel importante na forma como a cafeína afeta você; mesmo que você possa beber duas xícaras de café de manhã não significa que o adolescente possa - ou deva. Veja em seguida algumas coisas que os pais não devem fazer e conheça os níveis seguros de cafeína por idades.

Coisas que os pais não devem fazer acerca da cafeína:

  • Não estar ciente de quanta a cafeína o seu filho consome. 
  • Não falar com os filhos sobre a cafeína da mesma forma que discute fumar e beber.
  • Não ser um bom modelo.
  • Assumir que bebidas aparentemente benignas, como chá gelado engarrafado ou lattes congelados não têm muita cafeína. Os valores podem variar dependendo do tipo e tamanho da porção.
  • Ignorar os sinais de alerta (insônia, agitação) de que o seu filho está consumindo muita cafeína.
  • Esquecer o açúcar. Muitas bebidas com cafeína também estão carregadas com calorias de açúcar, o que pode levar à obesidade e cáries dentárias.


Níveis diários seguros de cafeína

  • Adultos: 300-400 miligramas (mg) (cerca de três xícaras de café)
  • Adolescentes: 100 mg (cerca de três latas de Coca-Cola)
  • Crianças entre 10 a 12 anos: 85 mg (cerca de duas latas de Coca-Cola)
  • Crianças entre 7 a 9 anos: 62,5 mg (cerca de uma lata e meia de Coca-Cola)
  • Crianças entre 4 a 6 anos: 45 mg (uma lata de Coca-Cola)


Fonte: Livescience

0 comentários:

Enviar um comentário

Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Últimos