Tema:

5 pratos aterrorizantes feitos com peixe (com video)


Partilhar
5 pratos aterrorizantes feitos com peixe (com video)

É fácil gostar de frutos do mar: é uma comida saborosa, saudável e muitas vezes fácil de preparar. Porém, lembre-se: o mar pode ser um lugar assustador.


AVISO: Não prossiga (ou clique nos vídeos) se for sensível a conteúdo gráfico.

As profundezas do oceano são o lar de algumas criaturas mortíferas e venenosas, o que não impede as pessoas de tentar comê-las. Veja alguns dos mais assustadores pratos com peixe que existem:

Peixe-balão ou baiacu


O peixe conhecido como baiacu, peixe-balão ou fugu é também o ingrediente principal de um prato que pode ser simplesmente mortífero. Por quê? Porque ele possui tetrodotoxina, uma substância 1.200 vezes mais fatal que o cianeto.

Peixe-balão ou baiacu


No Japão, a carne de baiacu é consumida há muitos anos, com as partes venenosas retiradas. Somente chefs com licenças especiais podem preparar refeições com esse peixe, afinal de contas, os riscos são grandes (o que, aparentemente, não assusta ninguém por lá – mais de 10.000 toneladas do alimento são consumidas anualmente).


Surströmming


Esse prato tradicional sueco é preparado desde o século 16 e consiste em arenque do Mar Báltico fermentado. Problema? Só pode ser consumido ao ar livre por causa de seu cheiro (sim, é tão ruim assim). São as bactérias Haloanaerobium que causam esse fedor.

Surströmming


Além disso, porque o alimento fica fermentando por meses, é melhor tomar cuidado ao abrir sua lata, uma vez que o processo aumenta a pressão no seu interior (algumas companhias aéreas proibiram o produto em seus voos por medo de explosões).

Se você está pensando, uma vez que o cheiro é horrível, o sabor também deve ser, só podemos dizer que há quem goste. Uma vez que a lata é aberta, o arenque deve ser lavado e é servido geralmente com pão, torrada e queijo.


Peixe Yin-yang


O peixe Yin-yang, também chamado de “peixe vivo ou morto”, é um prato que se originou em Taiwan. Consiste em um peixe fresco (recém-tirado de um tanque) que é escamado, cortado, frito em óleo quente e servido – prepare-se – ainda vivo (!!) ao cliente.

Peixe Yin-yang


É uma comida popular na China, mas foi proibida no Taiwan, na Austrália e na Alemanha por motivos óbvios (se não ficou claro pra você, estamos falando de crueldade animal).


Lutefisk


Lutefisk é um prato tradicional da Noruega, geralmente consumido nos países nórdicos. É feito à base de peixe (normalmente bacalhau) branco seco e… soda cáustica. Sim. Você submerge o que seria sua comida em uma solução de água fria e soda cáustica por dois dias, resultado em uma meleca branca de consistência gelatinosa.

Lutefisk


Obviamente, o peixe está corrosivo agora. A ideia não é comê-lo assim. É preciso deixá-lo mais quatro a seis dias imerso em água fria, para depois cozinhá-lo (cuidadosamente).

Tanto a origem do Lutefisk como do Surströmming vem do fato de que era difícil preservar peixe no inverno rigoroso do hemisfério norte. Como o mar congelava, a população precisava aproveitar o que já tinha capturado e dar um jeito de manter a comida boa pelo maior tempo possível, com o menor custo possível.


Nam Pla


Nam Pla (ou “Nam Bplah”) é um molho de peixe tailandês. O líquido de cor âmbar é extraído a partir da fermentação de peixe com sal do mar. Basicamente, é peixe podre usado como condimento em várias cozinhas na Ásia.

Nam Pla


Podre porque esse peixe ficou no sol por 9 a 12 meses antes de ser cozido e transformado em molho. O produto é feito de pequenos peixes que de outra forma têm pouco valor para o consumo. [Hypescience]

0 comentários:

Enviar um comentário

Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Últimos